segunda-feira, 30 de abril de 2012


 

NÓS MULHERES TEMOS UMA FORÇA QUE  NENHUM HOMEM HÁ DE ENTENDER, NÃO UMA FORÇA BRUTA QUE LEVA A EMPURRÕES E BRIGAS UMA FORÇA VINDA DE DENTRO COM FORÇA PARA VENCER.  INÊS.




ENTENDA QUE HÁ LUTADORES E LUTADORAS COM GARRA E QUE QUER DEIXAR UM FUTURO MELHOR NÃO SOMENTE PARA SEUS FILHOS MAS PARA TODOS DEMAIS E QUE A DIGNIDADE DE NÃO SER SUBMETIDA A OUTROS NÃO A FAZ DIFERENTE DE NINGUÉM.
APENAS MULHERES QUE ENTENDEM QUE SUA LUTA NÃO DEPENDE DE UMA CLASSE DOMINANTE.  INÊS.



A Equipe Positiva registrou o movimento:
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

       O DIA EM QUE VOCÊ ENTENDER O QUE A PALAVRA CIDADÃO SIGNIFICA  SERÁS UMA PESSOA FELIZ E CONSCIENTE CONSIGO MESMO.


O QUE SE ESPERA DE PESSOAS QUE OCUPAM DETERMINADOS CARGOS É A SUA POSTURA DE SER RESPONSÁVEL PELA SUAS AÇÕES. PORQUE QUEM OS COLOCA LÁ SOMOS NÓS. SEM NÓS VOCÊ NÃO SE ELEGE . LEMBRE-SE SEMPRE DISSO.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

249º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail.com







Mulheres também tem seus ideais e sua visão de mundo. Não somente no dia 8 de março que é seu dia mas o ano inteiro. Lutamos com nossas famílias, amigos, vizinhos e todos que fazem parte de uma sociedade íntegra.

SER MULHER É SER DIVINO. SE TODOS EXISTEM NO MUNDO SÃO GRAÇAS A NÓS, PORQUE NÓS QUE CARREGAMOS OS SEUS FILHOS NOVE MESES NO VENTRE E AMAMOS A TAL MANEIRA QUE NINGUÉM COMPREENDE O AMOR DE MÃE.


SÓ AS MULHERES TEM UM AMOR INCONDICIONAL QUE NENHUM HOMEM PODERÁ ENTENDER.É NELAS QUE ESTÃO TODO O VÍNCULO DE UMA SOCIEDADE. ATRAVÉS DELAS É QUE SUA CASA É ADMINISTRADA, QUE SEU FILHO VÁ PARA A ESCOLA,  SOMENTE ELAS TEM O MAIOR DOUTORADO DO MUNDO E AINDA SÃO FORMADAS EM PHD E AINDA TRABALHA QUASE 24 HORAS NO DIA SEM COBRAR HORAS EXTRAS. VIVA AS MULHRES DE NOSSA SOCIEDADE POR SUAS LUTAS POR UM MUNDO MELHOR.


FONTE DAS FOTOS:







http://blogninatp.blogspot.com.br/2012/04/estou-de-volta.html




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------










Três Pontas Para Sempre: 249º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...

Três Pontas Para Sempre: 249º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...: Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos. Deu no FACEBOOK Dia 02-05-12, quarta-feira, às...

domingo, 29 de abril de 2012

sexta-feira, 27 de abril de 2012

quarta-feira, 25 de abril de 2012

terça-feira, 24 de abril de 2012

ENCONTREI ESSE TEXTO DE LUIZ CARLOS PRATES NO FACEBOOK DE UM AMIGO .


ELA E AS OUTRAS

Ela tem 48, é bonita, financeiramente independente, vive por ela mesma, não tem companheiro. Às vezes, todavia, ela sai da carreira solo e faz um “show” com um “artista” convidado… Deu para entender, leitora?
Ela gosta de sair sozinha, jantar fora, ir ao teatro, essas coisas. Mas como é difícil, diz ela, uma carioca daquelas de entortar as torres da igreja.

Difícil em razão do que pensam e dizem as outras mulheres.- Ah, talvez tenha faltado dizer que ela tem um cabelo curto, bem cortado, um estilo que arrebata, arrebata os homens mas deixa muitas mulheres frustradas, agressivas, ora onde já se viu uma mulher assim, isso é uma ofensa.

As mulheres, quase sempre “amigas”, dizem entre si que ela é um caso, que deve ter alguma mágoa especial, que na verdade é uma mal-amada… Por que mal-amada? Essa carioca costuma dizer, sem pejos, que quem a critica são as mulheres, quem têm pena dela são as mulheres. Coitadas.

Na verdade, essa mulher provoca fúria nas outras mulheres. Ela tem coragem, se atreve não teme ser censurada por não andar com um sujeito qualquer “tomando conta” dela.

Uma mulher sozinha, nesta sociedade de mulheres falsamente emancipadas, é tomada por uma mulher com problemas, afinal, segundo a maioria delas, é melhor ser infeliz mas ter um marido.

Essa é a regra, antes infeliz com um marido do que feliz sozinha. Muito disso é culpa das famílias, que fazem de tudo para desovar as filhas mulheres o quanto antes. Dizem que não, que educam filhos e filhas por igual, mentira.

Se a família tem dois filhos, um guri e uma guria, e dinheiro para educar um só, não duvide, educa o guri. A guria vai casar, é o que criminosamente pensam. Uma mulher sozinha e que saiba onde tem a ponta do nariz, ah, que mulher perigosa. Que charmosa!

 

Este ano quero que paz no meu coração
Este ano quero que paz 
no meu coração...
Quem quiser ter um amigo
que me dê a mão...
O tempo passa e com ele
caminhamos todos juntos
sem parar, nossos passos
pelo chão vão ficar...
Marcas do que se foi,
sonhos que vamos ter,
como todo dia nasce
novo em cada amanhecer!

Três Pontas Para Sempre: 244º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...

Três Pontas Para Sempre: 244º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...: Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.  Atos 2...

sábado, 21 de abril de 2012

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Três Pontas Para Sempre: 242º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...

Três Pontas Para Sempre: 242º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...: Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulaçã...
VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA FUNDEB
             
O que é o Fundeb?
O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - Fundeb é um Fundo de natureza contábil, instituído pela Emenda Constitucional n.º 53, de 19 de dezembro de 2006 e regulamentado pela Medida Provisória nº 339, de 28 de dezembro do mesmo ano, convertida na Lei nº 11.494, de 20 de junho de 2007, e pelos Decretos nº 6.253 e 6.278, de 13 e 29 de novembro de 2007, respectivamente.
 

A implantação do Fundeb foi iniciada em 1º de janeiro de 2007 e realizada de forma gradual, alcançando a plenitude em 2009, quando o Fundo funcionou com todo o universo de alunos da educação
básica pública presencial e os percentuais de receitas que o compõem alcançaram o patamar de 20% de contribuição.
Desde a promulgação da Constituição de 1988, 25% das receitas dos impostos e transferências dos Estados, Distrito Federal e Municípios se encontram vinculados à Educação. Com a Emenda Constitucional nº 14/96, 60% desses recursos da educação passaram a ser sub-vinculados ao Ensino Fundamental (60% de 25% = 15% dos impostos e transferências), sendo que parte dessa sub-vinculação
de 15% passava pelo Fundef, cuja partilha dos recursos, entre o Governo Estadual e seus Municípios, tinha como base o número de alunos do ensino fundamental atendidos em cada rede de ensino.
Com a Emenda Constitucional nº 53/2006, a sub-vinculação das receitas dos impostos e transferências dos Estados, Distrito Federal e Municípios passaram para 20% e sua utilização foi ampliada para toda a Educação Básica, por meio do Fundeb, que promove a distribuição dos recursos com base no n.º de alunos da educação básica, de acordo com dados do último Censo Escolar, sendo
computados os alunos matriculados nos respectivos âmbitos de atuação prioritária (art. 211 da Constituição Federal). Ou seja, os Municípios receberão os recursos do Fundeb com base no número de alunos da educação infantil e do ensino fundamental e os Estados com base nos alunos do ensino fundamental e médio. 
 -----------------------------------------------------------------------------------
 É NESTE SÁBADO, NÃO ESQUEÇA.
PARTICIPE DA MARCHA CONTRA A CORRUPÇÃO

VÁ DE CAMISETA BRANCA OU PRETA SE PUDER E 

QUISER




DIA 21 DE ABRIL DE 2.012, SÁBADO, CONCENTRAÇÃO

 NA PRAÇA DA FONTE E SAÍDA ÀS 15:30H - EM TRÊS

 PONTAS - PARTICIPE!

NÃO BASTA RECLAMAR TEM QUE PARTICIPAR

TRAJETO COM CARRO DE SOM


ALGUMAS FAIXAS QUE MANDAMOS FAZER:








HAVERÁ DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE APITOS E NARIZ DE PALHAÇO PARA OS PARTICIPANTES

------------------------------------------------------------------------------
 Da mesma forma, a aplicação desses recursos, pelos gestores estaduais e municipais, deve ser direcionada levando-se em consideração a responsabilidade constitucional que delimita a atuação dos Estados e Municípios em relação à educação básica.
No caso do Distrito Federal, tanto para distribuição quanto para a aplicação dos recursos, a regra adotada é adaptada à especificidade prevista no Parágrafo Único, art. 10 da LDB (Lei nº 9.394/96), que
estabelece a responsabilidade do governo distrital em relação a toda a educação básica.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 Estes são os vereadores contrários à 

EDUCAÇÃO em Três Pontas




Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro)
Partido Político: PR - Partido da República 

Geraldo Alves Lopes (Geraldinho da Loja IM)

Partido Político: PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro 


 José Darcy Pereira 
Partido Político: PR - Partido da República
Pai de professora


 Luis Carlos da Silva
Partido Político: PPS - Partido Popular Socialista
 Irmão de professora


 Paulo Vitor da Silva
Partido Político: PP - Partido Progressita
Marido de professora

Todos os vereadores concordam em que há erros no repasse da verba do FUNDEB e, consequentemente, no pagamento dos professores, cujo reajuste salarial deveria ter sido de 22,22% e a prefeita só deu 5,4%.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Fundeb é Federal, Estadual ou Municipal?
O Fundeb não é considerado Federal, Estadual, nem Municipal, por se tratar de um Fundo de natureza contábil, formado com recursos provenientes das três esferas de governo (Federal, Estadual e
Municipal); pelo fato da arrecadação e distribuição dos recursos que o formam serem realizadas pela União e pelos Estados, com a participação dos agentes financeiros do Fundo (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) e, em decorrência dos créditos dos seus recursos serem realizados automaticamente em favor dos Estados e Municípios de forma igualitária, com base no nº de alunos. Esses aspectos do Fundeb o revestem de peculiaridades que transcendem sua simples caracterização como Federal, Estadual ou Municipal.
Assim, dependendo da ótica que se observa, o Fundo tem seu vínculo com a esfera Federal (a União participa da composição e distribuição dos recursos), a Estadual (os Estados
participam da composição, da distribuição, do recebimento e da aplicação final dos recursos) e a Municipal (os Municípios participam da composição, do recebimento e da aplicação final dos recursos).

NESSE SITE DO MEC VOCÊ ENCONTRA TUDO SOBRE O FUNDEB
  http://www.fnde.gov.br/index.php/fundeb-perguntas-frequentes
 -----------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

 

 

 

 -------------------------------------------------------

Perguntas frequentes

  1. Definição, composição, caracterização e vigência do Fundeb
  2. Repasses e movimentação dos recursos
  3. Censo escolar e valor por aluno/ano
  4. Acesso a dados sobre o Fundeb
  5. Aplicação dos recursos
  6. Capacitação profissional
  7. Remuneração do magistério
  8. Controle social do Fundeb
  9. Fiscalização
  10. Entidades conveniadas
  11. Versão para impressão
ACESSE O SITE DO MEC E SAIBA TUDO SOBRE FUNDEB
http://portal.mec.gov.br
-----------------------------------------------------------------------------





241º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail.com
 ---------------------------------------------------
 
Oi pessoal! Preciso da sua ajuda.
Nem todo cachorro tem uma cama quentinha para dormir neste inverno.
Por isso peço a sua doação de cobertor ou qualquer peça de tecido. Assim você estará ajudando a aquecer os vários amiguinhos de 4 patas. Desde já agradeço a colaboração.
Entre em contato que buscarei as doações em sua casa ou poderão ser entregues no Salão da Tânia , rua Marquês de Abrantes, 821 - Centro, aos sábados.
 ---------------------------------------------------------------------------------

 
VISITE O BLOG









SÁBADO, 7 DE ABRIL DE 2012

Falta de amor e respeito ao próximo


Uma criança diz à sua mãe:
Mãe eu pintei o teu lençol com batom''
A mãe fica furiosa, bate-lhe tanto que deixa-o
Inconsciente, em seguida pede-lhe:
''Abre os olhos por favor'',
mas já era tarde demais...
seu pequeno coração já havia parado de bater...
A mãe volta para o quarto...
Continue lendo: http://vbarbara.blogspot.com.br/2012/04/falta-de-amor-e-respeito-ao-proximo.html
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
VISITE O BLOG: TRÊS PONTAS FOREVER
Tribuna Livre:"TEMAS RELIGIOSOS" INDEPENDENTE DA SUA RELIGIÃO: Críticas - Reclamações - Sugestões - Opiniões. Art. 5º da Constituição Federal/88: (...) IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato"; É permitida a reprodução total ou parcial dos textos aqui postados, desde que citada a fonte. Endereço para denúncias (com documentos): Rua Pref. José Bueno de Almeida, 51, Varginha/MG - Cep. 37.010-220. E-mail: trespontasforever@gmail.com


Três Pontas Para Sempre: 241º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...

Três Pontas Para Sempre: 241º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail...: Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos just...

quinta-feira, 19 de abril de 2012

segunda-feira, 16 de abril de 2012

VAMOS FALAR SOBRE DIVERSIDADE CULTURAL



  VAMOS FALAR SOBRE DIVERSIDADE CULTURAL

 DIVERSIDADE CULTURAL É VOCÊ SABER  RESPEITAR AS DIFERENÇAS DE CADA UM E ASSIM VOCÊ ESTAR EM HARMONIA CONSIGO MESMO E COM OS OUTROS NÃO IMPORTANDO A RELIGIOSIDADE E NEM A CULTURA QUE CADA UM TRÁS COMO PESSOAS. SOMOS ASSIM. RESPEITAMOS A DIVERSIDADE.



















PARTICIPE DA MARCHA CONTRA A CORRUPÇÃO

VÁ DE CAMISETA BRANCA OU PRETA SE PUDER E 

QUISER


DIA 21 DE ABRIL DE 2.012, SÁBADO, CONCENTRAÇÃO

 NA PRAÇA DA FONTE E SAÍDA ÀS 15:30H - EM TRÊS

 PONTAS - PARTICIPE!

NÃO BASTA RECLAMAR TEM QUE PARTICIPAR
TRAJETO COM CARRO DE SOM

MAPA DO TRAJETO QUE IREMOS FAZER



 

















  DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS


Artigo I. Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade
e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em
relação uns aos outros com espírito de fraternidade


Artigo II. 1. Todo ser humano tem capacidade para gozar os direitos e
as liberdades estabelecidos nesta Declaração, sem distinção de
qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, idioma, religião, opinião
política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza,
nascimento, ou qualquer outra condição.

2. Não será também feita nenhuma distinção fundada na condição
política, jurídica ou internacional do país ou território a que pertença
uma pessoa, quer se trate de um território independente, sob tutela,
sem governo próprio, quer sujeito a qualquer outra limitação de
soberania.


Artigo III. Todo ser humano tem direito à vida, à liberdade e à
segurança pessoal

Artigo VI. Todo ser humano tem o direito de ser, em todos os lugares,
reconhecido como pessoa perante a lei.

Artigo VII. Todos são iguais perante a lei e têm direito, sem qualquer
distinção, a igual proteção da lei. Todos têm direito a igual proteção
contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra
qualquer incitamento a tal discriminação

Artigo X. Todo ser humano tem direito, em plena igualdade, a uma
justa e pública audiência por parte de um tribunal independente e
imparcial, para decidir sobre seus direitos e deveres ou do fundamento
de qualquer acusação criminal contra ele

Artigo XIII. 1. Todo ser humano tem direito à liberdade de locomoção e
residência dentro das fronteiras de cada Estado.
2. Todo ser humano tem o direito de deixar qualquer país, inclusive o
próprio, e a este regressar


Artigo XIX. Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e
expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter
opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por
quaisquer meios e independentemente de fronteiras


Artigo XXII. Todo ser humano, como membro da sociedade, tem
direito à segurança social, à realização pelo esforço nacional, pela
cooperação internacional e de acordo com a organização e recursos de
cada Estado, dos direitos econômicos, sociais e culturais
indispensáveis à sua dignidade e ao livre desenvolvimento da sua
personalidade.

 Artigo XXX. Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser
interpretada como o reconhecimento a qualquer Estado, grupo ou
pessoa, do direito de exercer qualquer atividade ou praticar qualquer
ato destinado à destruição de quaisquer dos direitos e liberdades aqui
estabelecidos

















No decorrer da história da humanidade, temos despendido  esforços para negar uma das condições mais genuínas, a de ser humano, através da negação das diferenças e das nossas idiossincrasias. Essa negação tem gerado conflitos e guerras. O diferente é visto como o “outro”, ou seja, aquilo que nós não somos.
Este “outro” apresenta-se como uma ameaça às nossas “verdades”, à integridade de nossos valores, nos leva a nos questionar a “nós” mesmos e relativiza o conceito construído de “quem somos nós”. Para nos defender dos conflitos que os outros possam nos causar, desqualificamo-los.



 













A relação com a diversidade tem se apresentado como um desafio para a humanidade. Diferentes formas e atitudes frente a ela se manifestam como conflitos, acordos, tolerância e/ou respeito. Cada uma dessas atitudes se expressa de forma diferente no decorrer da história, sendo preponderantes os conflitos. Temos que nos conscientizar de que somos iguais, mesmo sendo diferentes.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 DEU NO FACEBOOK
 Oi pessoal! Preciso da sua ajuda. Nem todo cachorro tem uma cama quentinha para dormir neste inverno. Por isso peço a sua doação de cobertor ou qualquer peça de tecido. Assim você estará ajudando a aquecer os vários amiguinhos de 4 patas. Desde já agradeço a colaboração.
Entre em contato que buscarei as doações em sua casa ou poderão ser entregues no 
Salão da Tânia , 
Rua Marquês de Abrantes, 821 - Centro, aos sábados

 ---------------------------------------------------------------------------




A dimensão da humanidade se manifesta através da diversidade, tanto na dimensão do fenótipo quanto na dimensão cultural, articulada  imbricadamente. A busca para desvendar os enigmas das diferenças e das semelhanças humanas tem origem nos primórdios da humanidade. Algumas perguntas e respostas foram construídas a cada momento histórico, algumas se trajaram de cientificidade no período da modernidade.

 Ter consciência do pluralismo das formas de pensar e de agir é a dimensão que nos torna humanos. Podemos encontrar a diversidade das experiências humanas e seus testemunhos através de diversos registros históricos, pictóricos ou textuais, e expressos também pelas histórias orais e mitos ocidentais e orientais.

 Vivemos em um mundo globalizado que nos aproxima de culturas diferentes e, pela proximidade, evidencia a diferença. Essas diferenças ou semelhanças se reproduzem e se fortalecem, configurando-se em novas roupagens frente ao “outro”.
 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 CONHEÇA O ARTESANATO DE DÉBORA PONTTES.

UMA ARTISTA TRESPONTANA. CONFIRA SEUS TRABALHOS. E FAÇA A SUA ENCOMENDA. SUCESSO PARA VOCÊ DÉBORA. 

O tempo não para!  Só a saudade é que faz as coisas pararem o tempo....

Encomendas  
 (35) 9995- 4905 msn deboraponttes@hotmail.com

 

 

 A nossa história é marcada pelo desrespeito às diferenças.
Diversos episódios de desrespeito ao “outro” se sucederam e, ainda hoje, se apresentam. A construção da ideia do respeito à diversidade e aos direitos humanos acentua-se, principalmente, após a Segunda
Guerra Mundial. Durante o conflito, a diferença justificava as atrocidades cometidas e a violência incomensurável. Com o fim da guerra, a Organização das Nações Unidas (ONU) foi fundada com o objetivo de construir um mundo menos violento e desigual, pautado na égide do respeito humano e tendo como elemento mobilizador de ações o diálogo político entre os países.

Segundo a página oficial da ONU, em 2009 já havia 360
traduções disponíveis da Declaração Universal dos Direitos Humanos. O documento proclama a todos/as a condição de humanos/as. Também evidencia como é recente a ideia de respeito às diferenças.




Minha amiga médica, Adélia Maria Batista de espírito Cigano.


No contexto brasileiro, um país de dimensões continentais, as diferenças se apresentam de forma acentuada. Muitas lutas de diferentes grupos têm se manifestado no intuito de assegurar os seus direitos, sobretudo através da valorização das diferentes matizes advindas de diferentes origens culturais. 
O impacto do desrespeito às diferenças pode ser visível através de manifestações e de confrontos físicos e/ou tácitos, e de ataques simbólicos a essas diferenças.
A educação quer seja no contexto escolar ou fora da escola, tem a incumbência de evidenciar essas questões para que se possa refletir e agir no âmago do desrespeito às diferenças. Ela deve promover discussões que possam efetivamente transformar atitudes em ações.

O momento histórico que nos interessa é a
contemporaneidade, chamada de modernidade tardia e/ou pósmodernidade, período no qual a identidade é múltipla. Há diversas identidades em cada sujeito, o qual está inserido em um contexto social.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------





 

 

 

 

 

 

Fui buscado dos que não perguntavam por mim, fui achado daqueles que não me buscavam; a uma nação que não se chamava do meu nome eu disse: Eis-me aqui. Eis-me aqui. Isaías 65:1.

238º CAPÍTULO – E-MAIL: trespontasparasempre@gmail.com

-----------------------------------------------------------------------------
 
VISITE O BLOG









SÁBADO, 7 DE ABRIL DE 2012

Falta de amor e respeito ao próximo


Uma criança diz à sua mãe:
Mãe eu pintei o teu lençol com batom''
A mãe fica furiosa, bate-lhe tanto que deixa-o
Inconsciente, em seguida pede-lhe:
''Abre os olhos por favor'',
mas já era tarde demais...
seu pequeno coração já havia parado de bater...
A mãe volta para o quarto...
Continue lendo: http://vbarbara.blogspot.com.br/2012/04/falta-de-amor-e-respeito-ao-proximo.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
VISITE O BLOG E PARTICIPE DA MARCHA CONTRA A CORRUPÇÃO
JÁ ESTÁ MARCADA DIA 21 DE ABRIL DE 2.012, SÁBADO, CONCENTRAÇÃO NA PRAÇA DA FONTE E SAÍDA ÀS 15:30H - EM TRÊS PONTAS - PARTICIPE!
NÃO BASTA RECLAMAR TEM QUE PARTICIPAR

-------------------------------------------------------------------------

VISITE O BLOG: TRÊS PONTAS FOREVER
Tribuna Livre:"TEMAS RELIGIOSOS" INDEPENDENTE DA SUA RELIGIÃO: Críticas - Reclamações - Sugestões - Opiniões. Art. 5º da Constituição Federal/88: (...) IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato"; É permitida a reprodução total ou parcial dos textos aqui postados, desde que citada a fonte. Endereço para denúncias (com documentos): Rua Pref. José Bueno de Almeida, 51, Varginha/MG - Cep. 37.010-220. E-mail: trespontasforever@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 Referêcias do texto acima
ALTIERI, Miguel A. El agrosistema: determinantes, recursos y procesos. In: Curso Agroecología y Agricultura Sostenible. La Habana: CLADES, CEAS-ISCAH, 1996.
ALVES, Nilda; GARCIA, Regina Leite. (orgs.) O sentido da escola. 2ª edição. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
ARENDT, Hannah. A condição humana. São Paulo: Universitária, 1987.
ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense,1993.
BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
BALOCCO, Anna Elisabeth. Políticas de ação afirmativa: discurso, identidade e inclusão social. In: LOPES, Luiz Paulo da Moita; BASTOS, Liliana Cabral. (orgs.). Para além da identidade: fluxos, movimentos e trânsitos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.
BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e simulação. Lisboa: Relógio D’Água Editores Ltda., 1991.
BAUMAN, Zygmunt. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: J. Zahar Editor, 2005.
BOBBIO, Norberto. Dicionário de política. 10ª edição. Brasília: UnB, 1997.
BOBBIO, Norberto. Elogio da serenidade e outros escritos morais. São Paulo:
UNESP, 2002.
BOURDIEAU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Campinas. Papirus, 2003.
BRUSCHINI, C. Uma abordagem sociológica de famílias. Revista Brasileira de Estudos Populacionais. v. 6, n. 1, p. 1-11, jan./jun. 1989.
CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de Símbolos (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). 12ª edição. Rio de Janeiro: José Olympio, 1998
QUEIROZ, Madeleine Piana de Miranda. Diversidade e desigualdade : guia de estudos / Madeleine Piana de Miranda Queiroz, Exzolvildres Queiroz Neto, Cláudia Maria Ribeiro. – Lavras : UFLA, 2010.